17 de Novembro2016 Maioria dos jovens desconhece a existência de rastreios a alguns cancros


A maioria dos jovens inquiridos para um estudo sobre o cancro desconhece a existência de alguns rastreios a esta doença, o que é "preocupante" para a Sociedade Portuguesa de Oncologia (SPO).
O inquérito, promovido pela SPO no âmbito do seu simpósio nacional, que está a decorrer na Figueira da Foz, com o tema "Reflexões para o Futuro", revelou que apenas o rastreio para o cancro da mama é suficientemente conhecido dos jovens, já que 77% indica que dele tem conhecimento.
No entanto, outros tipos de rastreios ao cancro são pouco conhecidos desta faixa etária (15 e 30 anos), como o do colo do útero, com apenas 34% dos inquiridos a reconhecerem a existência de rastreio para o cancro do colo do útero (papanicolau) e 32% o cancro da próstata (toque rectal).

Aceda aqui à notícia completa. 

Fonte: Público