Mensagem do Presidente











Caros colegas e amigos,

Tive o privilégio de servir na direcção da SPO durante os últimos nove anos e durante este período ajudei a construir uma sociedade mais forte e dinâmica. Vou continuar o excelente trabalho da minha antecessora, Dra. Gabriela Sousa, aprofundando os projectos iniciados. Para além disso, pretendemos instituir um modelo de gestão mais partilhado e participativo, com uma sociedade mais aberta e ligada aos sócios e cada vez mais adaptada às realidades e necessidades actuais.
De acordo com a missão e os objectivos definidos para a sociedade no biénio 2018-2019, a SPO vai apoiar-se num modelo de gestão mais organizado e partilhado, contando, para além da direcção, assembleia geral e conselho fiscal, com um conselho científico que funcionará como órgão consultivo e três comissões executivas. São estas, as comissões de onco-política e comunicação, de educação e de investigação e ligação a grupos cooperativos. Estas três comissões executivas funcionarão também como orgãos consultivos mas terão um papel muito mais participativo e interveniente e, quando mandatadas pela direcção, terão poderes executivos
Um outro aspecto muito importante será o fortalecimento e expansão da colaboração dentro da Sociedade e com organizações parceiras, nacionais e internacionais, como a Sociedade Europeia de Oncologia (ESMO).
Nesse sentido, vamos estreitar relações e ter atitude proactiva com todos os parceiros relevantes no âmbito da oncologia, nomeadamente, Ordem dos Médicos e respectivos colégios, tutela, universidades, outras sociedades médicas, grupos cooperativos e associações, instituições e unidades de saúde, Liga Portuguesa Contra o Cancro, associações de doentes e indústria.
Com a oportunidade criada pela recente mudança de estatutos, de abarcar e incluir membros de outras áreas profissionais ligadas à oncologia, a SPO sai enriquecida na sua visão integradora da prevenção, diagnóstico, tratamento e cuidados da doença oncológica.
Apoiados no nosso Núcleo de Jovens Especialistas e Internos vamos continuar a desenvolver projectos educacionais, vamos apoiar e estimular propostas de investigação e actuar nos problemas e desafios que as próximas gerações de profissionais da oncologia vão defrontar.
Consideramos fundamental a obtenção de dados de qualidade e a sua partilha, pelo que vamos apoiar o RON, em articulação com bases de dados locais.
Pretendemos afirmar e consolidar o congresso nacional anual da SPO como a reunião de referência e agregadora da oncologia nacional.
Paralelamente, vamos promover a educação contínua através da realização e promoção de outras reuniões científicas, cursos, simpósios e seminários com utilização crescente de novas tecnologias como o e-learning. Temos uma percentagem crescente de membros jovens de idade e não tão jovens de idade mas seguramente de espírito.
Um grande repto será o patrocínio de projectos de investigação e interligação entre os vários grupos cooperativos nacionais e internacionais.
Enfrentamos uma era fascinante de promessas e desafios, de conquistas mas também de inquietude sobre a igualdade de acesso e de oportunidades, de sustentabilidade para o futuro.
Necessitamos da participação activa de todos os membros na sociedade para que esta continue a desenvolver-se, crescer e ser capaz de cumprir os objectivos a que se propõe e as responsabilidades que lhe assistem.

Juntos vamos continuar a fazer crescer a nossa sociedade.

Forte abraço,
Paulo Cortes
Presidente da SPO 2018-2019